Amercy Apt 13 – Bloco 7 – Amercy Marrocos

Conheci a Amercy no ano passado, fui até sua casa para conversarmos antes mesmo que começássemos a escrever o projeto que culminou nesta pesquisa. Amercy me recebeu fazendo brigadeiros e beijinhos. A cena era linda, ela me contando coisas sobre a vida no circo enquanto enrolava docinhos e colava nas forminhas carinhas de palhaço e cirquinhos. Amercy atualmente faz doces para festas de aniversário. Já tinha ouvido o Dover falar sobre o Mulambo, palhaço e ex-marido da Amercy. Mulambo havia falecido a pouco tempo, não cheguei a conhecê-lo. Então Amercy me mostra o santinho de morte do palhaço. Fiquei impressionada porque parecia um flyer de espetáculo. A foto do palhaço com um parceiro de cena, a data de nascimento e de morte e uma frase sobre o riso. Não poderia ser diferente…!

Desta vez Amercy estava se preparando para apresentar um espetáculo. Fizemos a entrevista no parque Vila Lobos, enquanto ela se maquiava e em seguida assistimos sua apresentação.

Amercy nasceu no circo “quando a gente nasce no circo, desde criança acompanha os pais nos ensaios, então a gente aprende de tudo um pouco, aprendi a saltar e a fazer parada de mão com meu pai e minha mãe, éramos o Trio Marrocos, paradistas e acrobáticos.” Depois nasceram mais duas irmãs que também aprenderam a saltar. “Até que me casei e parei de trabalhar com circo.” “Meu ex-marido entrou para o circo aos 14 anos, o famoso palhaço Mulambo. Um belo dia, o palhaço do circo fugiu, aí meu pai falou pra ele “você vai ser palhaço” e ele “eu não sou palhaço!” e me pai “você é sim!” aí não tinha roupa, meu pai rasgou umas calças, fez uma mulambeira e falou “Você vai ser o Mulambo”. Aí ele entrou, ele era trapezista na época, e o povo não ria de jeito nenhum, não tinha como rir, ele estava muito sem graça. Aí deu um ataque de riso nele que ele caiu deitado no chão e começou a rir muito, o povo achou muita graça e começou a rir também. Nasceu o Mulambo.” Amercy conta que ele foi um bom palhaço, trabalhou no Circo Orlando Orfei com Timtim, um palhaço de carreira internacional. Amercy parou de trabalhar no circo para criar os filhos. Ela diz que queria muito que eles estudassem, porque quando ela parou teve muita dificuldade financeira já que só sabia trabalhar com circo. “O ginásio não dá pra fazer viajando, só o ensino fundamental, aí eu precisei parar. Não adiantou muito porque meu filho estudou e foi embora com o circo do Beto Carreiro mas as minhas filhas não, uma é professora a outra é dona do lar”.

Amercy não morou nos “sem terra”. Ela havia se separado do marido, Mulambo. Ele que morou lá. “Eu tinha um circo e meu ex-marido tomava conta. Aí seu Sbano deu um pedacinho dos sem terra para eu guardar minhas coisas lá, e meu ex-marido ficou lá. Quando saíram os apartamentos, ele se inscreveu.” Ela morava em outra casa até que pegou fogo. “Pegou fogo na minha vida”. Ela perdeu tudo e foi morar com o ex-marido. Amercy fez parte da primeira turma de professores da primeira escola de circo do Brasil, a Academia Piollin de Artes Circenses. “Iniciei todos estes contemporâneos.” Ela deu aula na Piollin, no Circo Escola Picadeiro e no Projeto Enturmando. “Trabalhar na periferia foi um mundo muito novo pra mim, quando chovia as casas enchiam e a gente tinha que tirar as crianças de lá de dentro. Foi uma experiência de vida maravilhosa.” Lembro que conversamos disso no ano passado e Amercy comentava sobre a experiência de dar aulas… dizia que quando errava o salto o pai batia, era como aprendiam… mas aí, ela se viu dando aulas para crianças… e não podia bater… Essa experiência de ensinar parece ter sido bem marcante na vida de Amercy. “Antes não existia ensinar o que sabia pra ninguém. Inclusive nós, fomos muito criticados, os tradicionais diziam, vocês vão ensinar o que os seus pais ensinaram? porque eles estavam vendo o que ia acontecer… hoje você vê poucos tradicionais trabalhando. Tem mais contemporâneos. Nós ensinamos nossa arte para os contemporâneos e eles tomaram nosso espaço. Mas é o que tem que acontecer mesmo né, uma mudança, tem que acontecer né.”  “Tive uma aluna que veio morar comigo para aprender os meus costumes. Depois ela se casou com um Bartolo e as pessoas falavam, nossa, você é a Amercy todinha!” E quando eu pergunto o que ela aprendeu, Amercy responde, “todos aprenderam, mas poucos aprenderam a arte, os costumes, como entrar, como se apresentar, o que é negado, por exemplo, a gente não pode olhar a cortina e ver o público entrar… ela foi uma grande artista e hoje é professora de circo também.” Tomara que ainda tenhamos professores que ensinam a arte, tão bons quanto a Amercy.

Priscila Jácomo

Amercy junto com os palhaços Bacalhau e Mingau na apresentação no parque Vila Lobos

Vídeo da entrevista – Amercy

Anúncios

4 comentários em “Amercy Apt 13 – Bloco 7 – Amercy Marrocos

  1. Olá! Muito interessante e lindo esse projeto. Me emocionei um bocadinho ao ler algumas coisas por aqui agora… nesta atualidade presente como está. (me emocionei eu, a Emanuela, não o blog da Academia Piolin, claro) Bem, escrevo este comentário aqui para dizer que gostei, dar os parabéns à equipe e contar que estou colocando um link dessa página aqui em uma das páginas lá no blog! Além de convidá-los a passear por lá. Ainda não está com todo o conteúdo, mas estou ‘ajeitando o terreno’. Obrigada! Supimpa a iniciativa de vocês, realmente.

  2. Pingback: Do livro de Dirce Militello: sobre os professores I « Academia Piolin de Artes Circenses

  3. Achei a matéria maravilhosa a Sra. Amercy é uma pessoa maravilhosa amo ela não por ela ser minha tia mais porque tenho grande adimiraçao pela mulher maravilhosa que ela é!obrigada a quem vez esta linda matéria!!! 😘

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s